Análise do Consumo de Leites e Derivados e Estado Nutricional de Crianças do Município de Barretos/ SP

  • Gabriela Oyamada dos Santos FCA- UNICAMP
  • Carolina Neves Freiria Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA- UNICAMP)
  • Graziele Maria da Silva Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA- UNICAMP)
  • Luisa de Toledo Guelfi Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata- FACISB
  • Celina Antonio Prata Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata- FACISB
  • Ligiana Pires Corona Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA- UNICAMP)
  • Lucas Tadeu Bidinotto Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata- FACISB
Palavras-chave: Cálcio, Consumo Alimentar, Leite, Calcium, Food Intake, Milk

Resumo

Introdução: O cálcio é um mineral proveniente principalmente do grupo de leite e derivados de extrema importância para o desenvolvimento adequado da criança. Estudos observaram uma diminuição no consumo desses alimentos devido a alterações no padrão alimentar da população, o que pode levar a um crescimento inadequado, problemas nos dentes, nos ossos e possível ocorrência de obesidade. Objetivo: avaliar o consumo de leite e derivados e o estado nutricional de crianças do município de Barretos, São Paulo. Métodos: Foi realizado um estudo transversal com 81 crianças de 5 a 10 anos, e o consumo alimentar foi avaliado utilizando um recordatório de 24 horas (R24h) e aferições antropométricas. Resultados: A média de consumo de cálcio entre as crianças foi de 771,72 mg, estando inadequado em 70,4% da amostra. O consumo de porções de leites e derivados foi inadequado em 76,5% das crianças havendo diferença significativa entre os sexos, meninos apresentaram um maior consumo (p= 0,021). Foi observada uma relação positiva entre o consumo de calorias totais e o consumo dos leites e derivados (p=0,011). Acerca da classificação do estado nutricional, 32,1% das crianças apresentaram sobrepeso/obesidade. Não foi encontrada associação significativa entre o consumo de leite e derivados e cálcio e estado nutricional das crianças. Conclusão: a população estudada apresentou altas taxas de inadequação tanto no consumo de leites e derivados quanto de cálcio, e as taxas de sobrepeso e obesidade observadas também foram elevadas, porém não houve relação entre sobrepeso/obesidade e o consumo.

Referências

1. Ramos M, Stein L. Desenvolvimento do comportamento alimentar infantil. J Pediatr S229 J pediatr (Rio J). 2000;76(76):229–37.
2. Oliveira CL, Fisberg M. Obesidade na infância e adolescência: uma verdadeira epidemia. Arq Bras Endocrinol Metabol. 2005;
3. Ministério da saúde. Secretaria de Políticas de Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento infantil. Secretaria de Políticas de Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2002.
4. Rogol AD, Clark PA, Roemmich JN. Growth and pubertal development in children and adolescents: effects of diet and physical activity. Am J Clin Nutr [Internet]. 2000;72(2 Suppl):521S-8S. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10919954
5. Pereira GAP, Genaro PS, Pinheiro MM, Szejnfeld VL, Martini LA. Cálcio dietético: estratégias para otimizar o consumo. Rev Bras Reumatol. 2009;
6. Cobayashi F. Cálcio: seu papel a nutrição e saúde. Compacta Nutrição. 2004; 5(2);2-18
7. Sociedade Brasileira De Pediatria. Como Otimizar a Ingestão de Cálcio e o Ganho de Massa Óssea em Adolescentes. Departamento Científico de Adolescência. 2017; 5
8. Heaney RP. Calcium intake and disease prevention. Arq Bras Endocrinol Metabol. 2006;
9. Schwartz RP. Soft drinks taste good, but the calories count. Journal of Pediatrics. 2003;142(6):599–601.
10. IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Pesquisa de Orçamentos Familiares: 2008-2009. Análise do Consumo Alimentar Pessoal no Brasil [Internet]. Biblioteca do Ministerio do Planejamento, Orçamento e Gestão. 2011. 150 p. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv50063.pdf
11. Dror DK, Allen LH. Dairy product intake in children and adolescents in developed countries: Trends, nutritional contribution, and a review of association with health outcomes. Nutr Rev. 2014;
12. Sociedade Brasileira de Pediatria. Manual de orientação do departamento de nutrologia: Alimentação do lactente ao adolescente, alimentação na escola, alimentação saudável e vínculo mãe-filho, alimentação saudável e prevenção de doenças, segurança alimentar [Internet]. Vol. 3, Departamento de Nutrologia - Sociedade Brasileira de Pediatria. 2012. 1–152 p. Disponível em: https://www.sbp.com.br/pdfs/14617a-PDManualNutrologia-Alimentacao.pdf
13. Martino HSD, Ferreira AC, Pereira CNA, Silva RR. Avaliação antropométrica e análise dietética de pré-escolares em centros educacionais municipais no sul de Minas Gerais. Cien Saude Colet. 2010;
14. Pinheiro ABV, Lacerda EMA, Benzecry EH, Gomes MCS, Costa VM. Tabela para Avaliação de Consumo Alimentar em Medidas Caseiras. Atheneu. 2004;
15. Vitolo MR. Nutrição: Da Gestação ao Envelhecimento. ed 1. Rubio, 2008.
16. Fisberg RM, Slater B, Marchioni DML, Martini LA. Inquéritos alimentares: Métodos e Bases Científicas. ed 1. Manole, 2005.
17. Philippi ST. Pirâmide dos alimentos: fundamentos básicos da nutrição. In: Pirâmide dos alimentos: fundamentos básicos da nutrição. 2008.
18. Institute of Medicine.Dietary Reference Intakes for Calcium, Phosphorus, Magnesium, Vitamin D, and Fluoride. Dietary Reference Intakes for Calcium, Phosphorus, Magnesium, Vitamin D, and Fluoride. 1997.
19. Correia NP, Medrado JN, Marinho TSR, Sotero AM. Consumo de cálcio dietético e indicadores antropométricos de adolescentes de uma escola pública de Petrolina/PE. Rev Bras Pesqui em Saúde/Brazilian J Heal Res. 2018;
20. Filha ESO, Araújo JS, Barbosa JS, Gaujac DP, Santos CFS, Silva DG. Consumo dos grupos alimentares em crianças usuárias da rede pública de saúde do município de aracaju, sergipe. Rev Paul Pediatr. 2012;
21. Matos SMA, Barreto ML, Rodrigues LC, Oliveira VA, D'innocenzo S, et al. Padrões alimentares de crianças menores de cinco anos de idade residentes na capital e em municipios da Bahia, Brasil, 1996 e 1999/2000. Cad. Saúde Pública. 2014
22. Ramalho IR, Henriques EMV. Consumo alimentar de crianças atendidas em ambulatório de nutrição de unidade de assistência secundária em Fortaleza – CE. Rev Bras em Promoção da Saúde. 2009;
23. Zanchett D, Bosco SMD, Arend AJ, Adami FS. Relação entre excesso de peso e consumo de cálcio em crianças e adolescentes. Rev Baiana Saúde Pública. 2016;
24. Santos LC, Martini LA, Freitas SN, Cintra IDP. Ingestão de cálcio e indicadores antropométricos entre adolescentes. Rev Nutr. 2007;
25. Souza EB. Transição nutricional no Brasil: análise dos principais fatores. Cad UniFOA [Internet]. 2010;5(13):49–53. Disponível em: http://web.unifoa.edu.br/revistas/index.php/cadernos/article/view/1025/895
26. Consumo de bebidas en niños de cuarto año escolar y su relación con sobrepeso-obesidad. Arch Pediatr Urug [Internet]. 2018 Jun 20; Disponível em: http://www.sup.org.uy/web2/archivos-de-pediatria/adp89-S1/web/pdf/adp.2018.89.s1.a03.pdf
27. Araujo AM, Brandão SASM, Araújo MAM, Frota KMG, Moreira-Araujo RSR. Overweight and obesity in preschoolers: Prevalence and relation to food consumption. Rev Assoc Med Bras. 2017;
28. Barba G, Troiano E, Russo P, Venezia A, Siani A. Inverse association between body mass and frequency of milk consumption in children. Br J Nutr. 2005;
29. Santaliestra-Pasías AM, Bel-Serrat S, Moreno LA, Bueno G. Consumo de lácteos durante la infancia y la adolescencia, ¿protege del riesgo cardiometabólico? Nutr Hosp. 2016;
30. Albuquerque P, Cavalcante M, Carolina A, De Almeida C, Magalhães Carrapeiro D. Relação da obesidade com o comportamento alimentar e o estilo de vida de escolares brasileiros Overweight relationship with dietary behavior and lifestyle in brazilian students. Nutr clín diet hosp. 2016;
31. Aquino RC, Tucunduva Philippi S. Consumo infantil de alimentos industrializados e renda familiar na cidade de São Paulo. Rev Saude Publica. 2002;
32. Colucci ACA, Cesar CLG, Marchioni DML, Fisberg RM. Relação entre o consumo de açúcares de adi̧ão e a adequa̧ão da dieta de adolescentes residentes no município de São Paulo. Rev Nutr. 2011;
33. Filho MDS, Carvalho GDF, Martins MCC. Consumo de alimentos ricos em açúcar e cárie dentária em pré-escolares TT - Consumption of sugar-rich foods and dental caries in preschool children. Arq Cent Estud Curso Odontol Univ Fed Minas Gerais. 2010;
34. Wasielewski M, Assmann Poll F. Avaliação do consumo de alimentos lácteos como fonte de cálcio por escolares no município de agudo-rs. Demetra Aliment Nutr Saúde. 2019;
Publicado
2021-12-30
Seção
Ciências da Saúde